quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Precisa-se Produtor - Póvoa de Varzim

canto celeste

Entidade promotora Marácula — Associação Cultural

A Marácula – Associação Cultural procura produtor(a) para integrar a equipa desta companhia profissional de teatro sediada na Póvoa de Varzim.

FUNÇÃO
– Divulgar e promover a venda dos espectáculos a possíveis clientes (escolas, salas de espectáculo, empresas, etc);
– Organização, planificação e calendarização dos projectos da companhia;
– Fazer reuniões e apresentações com vista à concretização da venda;
– Dinamização e gestão da carteira de contactos e parcerias;

PERFIL DESEJADO
– Pessoa a partir dos 25 anos, com formação e experiência profissional na área;
– Disponibilidade para trabalhar como comissionista;
– Determinação, persistência, ambição, dinamismo e autonomia;
– Responsabilidade e capacidade de gestão do tempo e do trabalho;
– Carta de Condução e viatura própria.

CONDIÇÕES OFERECIDAS
– Remuneração à comissão (comissões concedidas pelas vendas concretizadas) a negociar entre ambas as partes;
– Flexibilidade de horário, permitindo a conciliação com outra atividade profissional;

Pré-selecção envio de candidaturas com CV até 10 de Janeiro.

Entrevista a marcar a partir de 10 de Janeiro.

Local Porto

Remuneração Trabalho remunerado

Contactos producao@maracula.com, 914 780 810

Open Call - Textos dramáticos em português

canto celeste

Entidade promotora
Teatro da Garagem | EURODRAM – Rede Europeia de Tradução Teatral

Escreve textos de teatro? Envie-os para a EURODRAM, rede europeia de tradução teatral, que tem como objectivo promover a circulação, a tradução e a divulgação de textos dramáticos entre as diferentes línguas da Europa, Mediterrâneo e Ásia Central.

Durante o ano de 2015/2016, os comités dos diversos países estão encarregues de seleccionar textos dramáticos escritos na sua própria língua que recomendariam para serem traduzidos para uma língua estrangeira.

As propostas de textos originais, escritos em Português, devem incluir o texto integral, uma breve biografia do autor, uma ficha técnica (data e lugar de escrita, número de personagens, referência a prémios e dissertações anteriores), bem como qualquer elemento de informação complementar considerado relevante.

As propostas devem ser feitas exclusivamente por correio electrónico em formato PDF para o endereço da coordenação do Comité Português:
geral@teatrodagaragem.com, até ao dia 31 de Dezembro de 2015.

Um autor pode propor tantos textos quantos desejar, quantas vezes o desejar, sendo no entanto aconselhável limitar-se a um texto por Open Call. Salvo excepções justificadas, apenas serão aceites obras recentes.

A selecção dos textos será feita pelo comité português, coordenado por Maria João Vicente, até Fevereiro de 2016. Os resultados serão divulgados no site www.teatrodagaragem.com até 15 de Março de 2016. Os textos seleccionados serão enviados para a coordenação geral EURODRAM.

A selecção de um texto original representa um convite aos tradutores a lançarem-se na sua tradução. A rede Eurodram trabalha em parceria com numerosas estruturas, o que lhe permite inscrever-se numa dinâmica de residência de autores, de acompanhamento de tradutores e de procura de parceiros no plano internacional.

Data limite 31/12/2015

Data de realização Os resultados serão anunciados a 15 de Março de 2016

Remuneração Prémio não financeiro: possibilidade de ter o seu texto traduzido e divulgado gratuitamente no seio da rede EURODRAM

Contactos geral@teatrodagaragem.com
968015251 Carolina Mano (Produção)

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Procura-se Locutores - Guimarães

canto celeste
Entidade promotora Tours & Tales
Procuramos:
– 1 actor para gravação de voz (8h) – PT
– 1 actor para gravação de voz (16h) – Fluente em Inglês!
– 1 actriz para gravação de voz (8h) – Fluente em Inglês!
Os actores vão interpretar personagens mais velhas (Rei D. Afonso e Camilo Castelo Branco) e a actriz vai interpretar uma personagem mais jovem (Duquesa de Bragança) 
Enviar email com CV e, preferencialmente, uma gravação de voz.
Reach: Rua Padre Augusto Borges de Sá \ 4810-523 Guimarães \ Portugal
Askjudite@toursandtales.pt  \  Know: toursandtales.pt  \  Call: +351 253 136 661
Follow:  Facebook \ Twitter \ Instagram \ Linkedin \ Youtube \ g+
Data limite 25/12/2015 Local Guimarães
Data de realização entre 15 e 18/01/2016
Remuneração Sim Contactos judite@toursandtales.pt

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Procura-se Professor(a) de Dança Jazz - Porto

canto celeste

Entidade promotora Academia de Dança
Procura-se professora de dança tipo jazz para 2 aulas semanais (nível crianças e jovens) para escola situada no Porto, a iniciar em Janeiro.
Data limite 18 de Dezembro
Local Porto
Data de realização 1/1/16 – 15/7/16
Remuneração A combinar
Contactos através de e-mail: wanoaiamyuda@outlook.pt

Culturgest procura Director de Cena


sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Porto de Encontro – 13 Dezembro 2015 – Bruno Vieira Amaral

canto celeste
Neste Porto de Encontro irei ler algumas passagens 
do fenomenal romance "As Primeiras Coisas", 
de Bruno Vieira Amaral. 

Vemo-nos lá? 

Domingo 13 de Dezembro 2015, às 17h
na Casa das Artes do Porto
entrada livre

Tradução de Canção #008 - “An Chlöe”

“An Chlöe”, de Mozart

Música: Wolfgang Amadeus Mozart (Salzburgo, Áustria 1756 – Viena, Áustria 1791)
Da Obra Musical: lied
Partitura: “Mozart Lieder” para Canto e Piano, editora Edition Peters
Texto: de Johann Georg Jacobi (Düsseldorf, Alemanha 1740 – Friburgo, Alemanha 1814)
Tradução livre: Ana Celeste Ferreira

Pois, que versão recomendar?… Com muita pena das que estou a pôr de lado, vou eleger a da Barbara Bonney, acompanhada ao piano por Geoffrey Parsons.



ORIGINAL:
Wenn die Lieb' aus deinen blauen,
hellen, offnen Augen sieht,
Und für Lust hinein zu schauen,
mir's im Herzen klopft und glüht;

Und ich halte dich und küße
deine Rosenwangen warm,
Liebes Mädchen, und ich schließe
zitternd dich in meinem Arm,

Mädchen, Mädchen, und ich drücke
Dich an meinen Busen fest,
Der im letzten Augenblicke
Sterbend nur dich von sich läßt;

Den berauschten Blick umschattet
Eine düstre Wolke mir,
Und ich sitze dann ermattet,
Aber selig neben dir.

TRADUÇÃO LIVRE:
Quando o amor brilha nos teus
canto celeste
Wofgang A. Mozart (1756-1791)
olhos azuis, claros e abertos
E por prazer olho por eles adentro,
o meu coração palpita e arde de paixão

E eu agarro-te e beijo-te
nessas bochechas rosadas e quentes,
Querida menina, e abraço-te,
trémula, nos meus braços…

Menina, menina, e aperto-te firmemente
contra o meu peito
Que apenas no último instante
te deixará partir

E então o meu olhar embriagado 
é ensombrado por uma nuvem triste
E eu sento-me então, estafado
mas abençoado, ao teu lado.

Tradução de Canção #007 - “I Dreamed a Dream”

“I Dreamed a Dream”, do musical ‘Os Miseráveis’, de Schönberg

Música: Claude-Michel Schönberg (Vannes, França 1944 – )
Da Obra Musical: “Les Misérables”, teatro musical, composta em 1980.
Personagem: Fantine.
Partitura: “Les Misérables – Piano/Vocal Selections”, editora Music Sales Ltd, 1996.
Texto: libreto original francês de Alain Boublil e Jean-Marc Natel, e adaptação para inglês de Herbert Kretzmer.
Obra Literária: adaptado de “Les Misérables”, romance de Victor Hugo.
Tradução livre: Ana Celeste Ferreira

A versão de que mais gosto, uma das que mais respeita o estilo do Teatro Musical, é a de Ruthie Henshall, em versão concerto no Royal Albert Hall: 



ORIGINAL:
There was a time when men were kind
When their voices were soft, and their words inviting
There was a time when love was blind
And the world was a song, and the song was exciting
There was a time… Then it all went wrong

I dreamed a dream in time gone by
When hope was high and life worth living
I dreamed that love would never die
I dreamed that God would be forgiving
Then I was young and unafraid
And dreams were made and used and wasted
There was no ransom to be paid
No song unsung, no wine untasted

But the tigers come at night
canto celeste
Claude-Michel Schönberg
With their voices soft as thunder
As they tear your hope apart
As they turn your dream to shame

He slept a summer by my side
He filled my days with endless wonder
He took my childhood in his stride
But he was gone when autumn came

And still I dream he'd come to me
That we would live the years together
But there are dreams that cannot be
And there are storms we cannot weather

I had a dream my life would be
So different from this hell I'm living
So different now from what it seemed
Now life has killed the dream I dreamed

TRADUÇÃO LIVRE:
Houve um tempo em que os homens eram gentis
As suas vozes suaves e as suas palavras acolhedoras
Houve um tempo em que o amor era cego
E o mundo era uma canção, e essa canção era excitante
Houve um tempo… E depois tudo se desmoronou

Sonhei um sonho num tempo que já passou
Quando havia esperança e valia a pena viver
Sonhei que o amor nunca morreria
Sonhei que Deus era misericordioso
Na altura eu era jovem e corajosa
E os sonhos nasciam, usavam-se e deitavam-se fora
Não havia resgates a pagar
Nenhuma canção por cantar ou vinho por provar

Mas os tigres aparecem de noite
Com as suas vozes suaves como trovões
Enquanto destroem a tua esperança
E transformam os teus sonhos em vergonha

Ele dormiu ao meu lado um Verão
E encheu os meus dias de maravilhas intermináveis
Encarou a minha infância de forma natural
Mas foi embora ao chegar o Outono

E ainda agora sonho que ele vai voltar
Que viveremos juntos durante anos
Mas há sonhos que não podem ser
E há dificuldades que não conseguimos ultrapassar

Sonhei que a minha vida seria
Muito diferente deste inferno que agora vivo
Muito diferente do que se previa vir a ser
E agora a vida matou o sonho que eu sonhei

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Formação "Teatro junto de Nós" - Porto

Gosta de Teatro? Então o programa "TEATRO JUNTO DE NÓS” é para si!

Se sempre teve o sonho de representar, se é um apaixonado pela segunda arte ou se quer descobrir uma nova faceta, com o programa "Teatro junto de Nós” da União das Freguesias tudo isso é possível, e GRATUITAMENTE.

O "Teatro junto de Nós” oferece a todos os cidadãos interessados, com mais de 18 anos, a oportunidade de representar com actores profissionais; de receber formação profissional em Interpretação, Voz, Movimento e Canto; e de levar a palco um espectáculo em maio de 2016.

A direcção artística estará a cargo de Teresa Lima, e os formadores serão Teresa Lima (voz falada), Isabel Barros (movimento), Ana Celeste Ferreira (voz cantada), e ainda Mafalda Lencastre e Luís Moreira (encenação/formação).

É com esta ambição e acreditando no potencial criativo e entusiasta dos nossos cidadãos, que a União das Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde convida todos os interessados a estarem presentes na sessão de apresentação do projecto, que se realiza no dia 19 de dezembro, às 16h, no Centro Socio Cultural (Rua Burgal de Cima, junto à Universidade Católica).

Os interessados deverão fazer a inscrição até 18 de Dezembro: 
- no Polo da Foz 
- através do telefone 226180513 
- através do e-mail geral@uf-aldoarfoznevogilde.pt


Estamos à sua espera!


domingo, 15 de novembro de 2015

AUDIOPOEMA #009: “O que me vale”, Manuel António Pina


O que me vale

O que me vale aos fins de semana
é o teu amor provinciano e bom
para ele compro bombons
para ele compro bananas
para o teu amor teu amon
tu tankamon meu amor
para o teu amor tu te flamas
tu te frutti tu te inflamas
oh o teu amor não tem com
plicações viva aragon
morram as repartições


poema: “O que me vale”
autor: Manuel António Pina (1943-2012)
obra: Poesia Reunida, Assírio & Alvim, 2001, pág. 46

voz: Ana Celeste Ferreira
fotografia: Sara Moutinho
captação e edição sonora: Ricardo Caló


segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Oficina de Escrita (Conto) - Porto

canto celeste

Oficina de Escrita - Conto
com Tânia Ardito

Quartas-feiras: 18 e 25 de Novembro + 2 e 9 de Dezembro
Das 18h às 20h

Na Associação Cultural A Cadeira de Van Gogh

Rua Morgado de Mateus 41, 4000-334 Porto
220 176 772 / 961 658 758 / acadeiradevangogh@gmail.com

domingo, 1 de novembro de 2015

AUDIOPOEMA #008: “Rifão Quotidiano”, Mário Henrique Leiria



Rifão Quotidiano

Uma nêspera
estava na cama
deitada
muito calada
a ver
o que acontecia

chegou a Velha
e disse
olha uma nêspera
e zás comeu-a

é o que acontece
às nêsperas
que ficam deitadas
caladas
a esperar
o que acontece

poema: “Rifão Quotidiano”
autor: Mário-Henrique Leiria (1923-1980)
obra: Novos Contos do Gin, Editorial Estampa, 1974

voz: Ana Celeste Ferreira
fotografia: Pat
captação e edição sonora: Ricardo Caló

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Tradução de Canção #006 - “O Cessate di Piagarmi”

Música: Alessandro Scarlatti – Palermo, Itália 1660 – Nápoles, Itália 1725)
Da Obra Musical: “Il Pompeo”, ópera em 3 actos, estreada em 1683
Partitura: “Arie Antiche” volume 2, página 17, editora Ricordi
Texto: de Nicolò Minato (Bérgamo, Itália 1627 – 1698 Viena, Áustria)
Tradução livre: Ana Celeste Ferreira

E mais uma vez, a mega-ultra-fabulosa Cecilia Bartoli, com György Fischer ao piano:

ORIGINAL:
O cessate di piagarmi,
o lasciatemi morir.

Luc'ingrate, dispietate,
più del gelo e più del marmi
Fredde e sorde a' miei mártir.

O cessate di piagarmi,
o lasciatemi morir.

TRADUÇÃO LIVRE:
Ou páras de me magoar,
Ou deixa-me morrer.

Luz ingrata, impiedosa,
Mais que o gelo e mais que o mármore,
Fria e surda ao meu martírio.

Ou páras de me magoar,
Ou deixa-me morrer.

canto celeste
Alessandro Scarlatti, compositor

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Workshop de Técnica Alexander - Lisboa

canto celeste

A Técnica Alexander é uma reeducação psicomotora, ensina como corpo e mente podem funcionar juntos no desempenho de todas as atividades diárias ajudando a detectar e a reduzir o excesso de tensão promovendo harmonia e bem-estar. É uma prática que resulta num melhor funcionamento dos reflexos naturais do organismo.

Objectivos:
Oferecer uma experiência prática do processo de reeducação neuromuscular da Técnica Alexander associado à performance artística. Usando instrumentos de trabalho da Técnica Alexander, os participantes farão uma exploração de como os padrões de reacções psicofísicas agem de maneira automática e habitual impedindo o fluxo livre da energia na hora de uma performance, seja esta ler poesia, interpretar um texto teatral, cantar, tocar um instrumento ou dançar.

DIAS 21 e 22 de Outubro de 2015
HORÁRIO das 20:00 às 22:30
PREÇO € 80,00
LOCAL Casa do Artista
FORMADOR Roberto Reveilleau

Para se inscrever basta solicitar a ficha de inscrição para oficinasteatrolisboa@gmail.com


“Só triunfam os que se atrevem a atrever-se” George Clemenceau

Escritório: Rua: Pedro V, nº 60 – 1ºDto 1250-094 Lisboa (Príncipe Real)
Tel: 213 261 350 | Telm:­ 934 512 418 
Telm: (directo João Rosa) 938 238 565
E-mail: oficinasteatrolisboa@gmail.com 
Espectáculos: producoesteatrais2@gmail.com
Website: www.oficinasteatrolisboa.com 
Facebook: www.facebook.com/oficinasteatrolisboa

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Procura-se Pianista Acompanhador - Porto


canto celeste

A CONVOCA – Conservatório de Voz, Comunicação e Artes Performativas do Porto, Lda, abre vagas para o seu corpo docente, relativamente a um Professor de Piano (M/F), para aulas de Acompanhamento, Correpetição e Práticas de Teclado.

Possibilidade de integração nos espectáculos finais no conservatório e participação na Orquestra residente.

Requisitos mínimos:
– Formação a nível de Conservatório na área de Piano (factor eliminatório);
– Apto para realizar Estágio no Âmbito do IEFP (factor preferencial).

Para se candidatar, deve enviar o seu CV actualizado com Fotografia para candidaturas.conservatorio@gmail.com, até ao dia 16 de Outubro.

Data limite - 16 de Outubro
Local - Porto
Data de realização - 16 de Outubro
Remuneração - A Combinar com o Candidato

Contactos: 918 610 427, marketing.vocare@gmail.com 

Atelier de Ópera da Metropolitana - Lisboa

canto celeste

AS BODAS DE FÍGARO, DE MOZART
ATELIER DE ÓPERA DA METROPOLITANA

Dirigido vocal e cenicamente por Jorge Vaz de Carvalho, o Atelier de Ópera da Metropolitana tem como missão proporcionar a jovens cantores, ainda estudantes ou em início de carreira, o enriquecimento das suas qualidades artísticas e técnicas, bem como da sua experiência em palco. 

O Atelier permitirá a um conjunto de jovens, seleccionados por audição, aprofundar a interpretação uma partitura operática nos seus complementares aspectos musicais e dramáticos, não apenas no trabalho de estúdio, mas na sua plena prática artística. Os jovens seleccionados terão oportunidade de cantar várias récitas públicas com a Orquestra Metropolitana de Lisboa.

A escolha de uma obra como As Bodas de Fígaro de Mozart, justifica-se não apenas pela excelência da partitura, ao mesmo tempo divertida e terrível, mas também pela extraordinária riqueza das questões interpretativas que coloca: trata-se, sob a aparência de frivolidade, de uma verdadeira educação sentimental e de uma das mais profundas análises da psicologia humana e dos valores sociais jamais escritas em ópera.

Consulte o regulamento e a ficha de inscrição AQUI
Mais informações
Email: opera@metropolitana.pt | T: 213 617 320

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Tradução de Canção #005 - “Quella Fiamma che m’accende”, Marcello

“Quella Fiamma che m’accende”, de Benedetto Marcello

Música: Benedetto Marcello (Veneza, Itália 1686 – Bréscia, Itália 1739)
(A canção foi sempre atribuída a Marcello, mas pesquisas recentes referem que a canção terá sido composta por Francesco Bartolomeo Conti (1681-1732): para mais informações sugere-se a consulta deste artigo)
Partitura: “Arie Antiche” volume 1, página 63, editora Ricordi
Tradução livre: Ana Celeste Ferreira

Pela adorada Cecilia Bartoli, acompanhada ao piano por György Fischer:


ORIGINAL:
Il mio bel foco,
O lontano o vicino ch'esser poss'io,
Senza cangiar mai tempre
Per voi, care pupille, arderà sempre.

Quella fiamma che m'accende
Piace tanto all'alma mia,
Che giammai s'estinguerà.
E se il fato a voi mi rende,
Vaghi rai del mio bel sole,
Altra luce ella non vuole
Nè voler giammai potrà.

TRADUÇÃO LIVRE:
O meu belo fogo,
Esteja eu perto ou longe,
Sem nunca se alterar
Irá arder sempre por vós, caros olhos.

Aquela chama que me acendeu
É tão querida à minha alma
Que jamais se apagará!
E se o destino me entregar a ti,
Adorados raios do meu belo sol,
Outra luz a minha alma não quererá,
Não poderá querer jamais.

Tradução de Canção #004 - “Solvejgs Song”, Grieg

“Solvejgs Song”, de Edvard Grieg

Música: Edvard Grieg (Bergen, Noruega 1843 – Bergen, Noruega 1907)
Da Obra Musical: “Peer Gynt”
Partitura: “Grieg – Solvejgs Song” para Canto e Piano, editora Edition Peters
Texto: de Henrik Ibsen (Noruega 1828 – Noruega 1906)
Obra Literária: “Peer Gynt”, peça teatral em 5 actos
Tradução livre: Ana Celeste Ferreira

A versão de que mais gosto, cantada na língua original, é a cantada pela Sissel Kyrkjebø, e foi-me apresentada pelo meu querido aluno José Correia, de Alijó:



ORIGINAL – norueguês:
Kanske vil der gå både Vinter og Vår
Og naeste Sommer med, op det hele År
Men engang vil du komme, det ved jeg visst.
Her skal jeg nok vente, for det lovte jeg sidst.

Gud styrke dig, hvor du i Verden går
Gud glaede dig, hvis du for hans fodskammel står
Her skal jeg vente till du komme igjen
Og vente du hisst oppe, vi traeffes der, min Ven!

A VERSÃO EM QUE A CANTO – alemão:
Der Winter mag scheiden, der Frühling vergehn,
Der Sommer mag verwelken, das Jahr verwehn,
Du kehrst mir zurück, gewiss, du wirst mein,
ich hab es versprochen, ich harre treulich dein.

Gott helfe dir, wenn du die Sonne noch siehst.
Gott segne dich, wenn du zu Füssen ihm kniest.
Ich will deiner harren, bis du mir nah,
und harrest du dort oben, so treffen wir uns da!

TRADUÇÃO LIVRE – português:
O Inverno pode passar, e a Primavera desaparecer
O Verão pode murchar, e até o ano inteiro,
Mas tu irás regressar, certamente,
E eu espero por ti fielmente, como prometi!

Que Deus te ajude e guie, estejas onde estiveres,
Que te conceda a sua bênção e misericórdia.
E vou esperar-te até que estejas junto de mim,

E se estiveres no Paraíso, lá nos encontraremos, meu amigo!

Canto Celeste
Edvard Grieg, compositor

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Teatro da Didascália procura Produtor/a - Famalicão


O Teatro da Didascália está à procura de um/a Produtor/a!

Os candidatos deverão possuir conhecimentos académicos ou experiência profissional nas áreas da gestão e produção de indústrias criativas.
Serão privilegiados os candidatos com experiência na produção de teatro, dança, circo ou cruzamentos disciplinares.

Os candidatos deverão enviar CV, carta de motivação e uma foto até ao dia 16 de outubro para o seguinte e-mail: candidaturas@teatrodadidascalia.com

Após a recepção das candidaturas, o Teatro da Didascália entrará em contacto com os candidatos selecionados para a marcação de entrevista.

Fases do processo:
- 1ª Fase: Recepção de candidaturas até dia 16 de Outubro.
- 2ª Fase: Selepção de candidatos para entrevista até dia 2 de Novembro.
- 3ª Fase: Entrevistas até dia 13 de Novembro.

sábado, 12 de setembro de 2015

Masterclass "A Voce Sola" with Marco Beasley - Porto

Masterclass - A Voce sola
A workshop in singing and acting with Marco Beasley


Canto Celeste

Segue informação sobre uma Masterclass de canto com Marco Beasley que terá lugar na ESMAE de 17 a 19 de Novembro 2015.

Informações mais detalhadas poderão ser pedidas a info@shellyart.com.


Title: A Voce sola, A workshop in singing and acting with Marco Beasley
Maestro at the continuo: Franco Pavan

The workshop involves individual lessons or groups.

It is open to the professionals or high amateurs singers and groups who want to be in touch with the Italian repertoire of the beginning of the XVII century, such as music by Claudio Monteverdi, Alessandro Grandi, Giovanni Felice Sances, Stefano Landi, Giulio Caccini, Jacopo Peri.


Suggested repertoire


- Le Frottole per canto e liuto, libro I e II del Bossiniensis, 1509 & 1511
- Emilio de Cavalieri: brani dalla Rappresentazione di Anima et di Corpo, Roma, 1600
- Giulio Caccini: dal I e II libro delle Nuove Musiche, Firenze 1601 & 1614
- Claudio Monteverdi: estratti dall’Orfeo, favola in musica, Venezia, 1607
- Claudio Monteverdi: estratti a voce sola ed a due voci dal Vespro, Venezia, 1610
- Alessandro Grandi: estratti dai Mottetti, libro II, Venezia, 1625
- Giovanni Felice Sances: Cantada a voce sola sul Passacaglie, libro II, Venezia 1633
- Giovanni Felice Sances: Stabat Mater dolorosa, Mottetti, Venezia, 1638
- Claudio Monteverdi: estratti dal Combattimento..., Venezia, 1638


Shelly Art Management, dirección.
http://www.shellyart.com/curso-con-marco-beasley-en-oporto/

Festival Internacional de Música de Ourense Pórtico do Paraíso, coordinación.
http://www.porticodoparaiso.com